segunda-feira, 3 de maio de 2010

Um dia após o outro

Decidi viver assim: um dia de cada vez! Sempre fui ansiosa, e controlar essa ansiedade passou a ser um belo desafio.
Não sinto raiva da vida, do mundo... o q não tem remédio, remediado está! Minha dor ficará aqui guardadinha, mas não será o motivo pra deixar de viver. Como dizia o grande poeta: a dor é inevitável, mas o sofrimento é opcional.

Sou cristã, tenho fé e faço orações... então decidi prestar mais atenção na oração q o Senhor nos ensinou: '...seja feita a VOSSA vontade...'
Se peço isso na oração, não faz sentido me revoltar com Deus. Devo aceitar a vontade dele. Como me disse uma amiga outro dia, talvez Ele tenha dado um belo livramento e eu fico chorando e lamentando. Vai saber o q me esperava lá adiante.

Tenho ouvido várias histórias de mulheres q passaram pela mesma experiencia q eu. Algumas perderam seus bebês no fim da gestação e até hj não sabem o porque. Então imaginei q a dor é ainda maior. Afinal fizeram enxoval, sabiam o sexo e tinham até escolhido o nome.

Hoje estou mais tranquila e feliz por estar viva, por ter uma família maravilhosa, um marido presente, compreensivo e carinhoso. Devo ser grata a isso e não ficar lamentando minhas percas. Afinal a vida é feita disso: hora se ganha, hora se perde.
Eu sei q terei algumas recaídas, afinal sou humana e não estou livre disso. Mas cabe a mim lutar com todas as minhas forças e ser feliz. Cabe a mim fazer a diferença e ter fé em dias melhores. Mesmo porque pra Deus nada é impossível!

E hoje vou ao médico!!! Estou bastante esperançosa! Não sinto dores e nem tenho sangramentos. Acho q tudo saiu como devia ser.

Decidi retomar minha vida e parar de lamentar. Hora de organizar a vida!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário